Abuso de Álcool e Drogas

Quarta, 01 Janeiro 2014 20:17

Acesse: Abuso de Alcool e Drogas.pdf

Abuso de Álcool e Drogas

Ronaldo Laranjeira

Qualquer consumo de álcool ou drogas deve ser considerado dependência ?
Se isto fosse verdade mais de 80% da população adulta seria considerada dependente do álcool, pois somente 20% das pessoas são completamente abstinentes. Portanto existem níveis de consumo de álcool que podem ser considerados seguros. Neste sentido o álcool é uma droga diferente das demais como o fumo, cocaína, maconha, etc. No caso do fumo por exemplo, qualquer contato com as 4.000 substâncias tóxicas que fazem parte da fumaça do cigarro fazem mal para a saúde. É por isto que o fumo passivo faz mal, pois não existe um limite abaixo do qual poderíamos aspirar esta fumaça altamente tóxica e estarmos seguros. Mesmo as outras drogas de abuso como a maconha, cocaína, pode-se falar que qualquer consumo pode trazer conseqüências negativas para o usuário. No caso do álcool é diferente, pois existem evidências mostrando que em baixas doses ele pode até fazer bem. Aparentemente, um adulto sem problemas de saúde, que beba uma dose pequena de bebida alcoólica por dia, estaria mais protegido de algumas doenças cardíacas. A grande questão diz respeito ao limite do beber seguro.
Inúmeros estudos já foram feitos tentando responder essa questão, pois essa informação tem profundas implicações em termos de saúde pública. Um conceito importante para entender a organização dessas pesquisas é o de unidade de álcool. Uma unidade de álcool equivale a 10-12 g de álcool puro.. Uma lata de cerveja normalmente contém cerca de 350 ml, e a concentração da maioria das cervejas nacionais é ao redor de 5%, portanto, teria 17 g de álcool, o que corresponderia a 1,5 unidades de álcool. Uma dose de destilados (pinga, vodka, whisky) conteria cerca de 50 ml; como a concentração da pinga e ao redor de 50%, essa dose teria o equivalente a 2,5 unidades. Um copo de vinho conteria cerca de uma unidade.

Ler 2551 vezes