moodleinpad    

       

Notícias

Objetivo do trabalho feito na Unifesp é levantar informações que ajudem a estruturar programas de prevenção e de redução de danos relacionados ao consumo da droga (Wikimedia)

Por Karina Toledo

Agência FAPESP – Os motivos que levam os jovens a consumir drogas como o ecstasy (metilenodioximetanfetamina) são bem conhecidos e entre eles se destacam a curiosidade, a busca por sensações de prazer e a influência de pessoas próximas.

Mas para entender as razões pelas quais muitos optam por não usar ou por interromper o consumo da droga, pesquisadores do Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) realizaram um estudo qualitativo com frequentadores de festas rave – apontadas em levantamentos anteriores como locais de fácil acesso a esse tipo de substância.

Jornal Diário Web
Cecília Dionizio

A cabeça da gente é um mundo à parte dentro do próprio organismo. Por este motivo, é importante conhecer alguns dos mecanismos que estão por trás da manutenção de sua saúde mental. E é disso que trata o neurocientista Fernando Campos Gomes Pinto, do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo, autor do título “Você sabe como seu cérebro cria pensamentos?”, recém publicado pela Segmento Farma, cujo objetivo é não apenas ensinar, mas também estimular algumas áreas do cérebro para que ele se torne mais saudável e ágil, e ao mesmo tempo menos sujeito aos efeitos nocivos do que é gerado por ele próprio: os pensamentos negativos.

Estradas paulistas terão o triplo de bafômetros durante o carnaval

Gio Mendes e Bruno Ribeiro - O Estado de S.Paulo

GIO MENDES, BRUNO RIBEIRO - O Estado de S.Paulo

A Polícia Militar Rodoviária vai triplicar, a partir de hoje, o número de bafômetros disponíveis para fiscalizar o cumprimento da lei seca nas estradas paulistas. Serão, ao todo, 349 bafômetros. Ao mesmo tempo, na capital, a PM vai montar pontos de bloqueios nas imediações do sambódromo do Anhembi, na zona norte, e de clubes e casas noturnas que promovem bailes de carnaval.

Segundo a tenente Fabiane Pane, do Comando de Policiamento Rodoviário, a corporação adquiriu 233 bafômetros novos no mês passado. Além disso, 4 mil policiais participarão da operação, 80% mais do que o efetivo usado nos dias normais. As blitze ocorrerão das 19h de hoje até o meio-dia da quarta.

G1
Acidentes revelam perigo de misturar direção, álcool e juventude.
Necessidade de mostrar poder e proteção do carro pode levar a tragédias.

Ana Cássia Maturano Especial para o G1, em São Paulo

Uma das paixões dos brasileiros sempre foi o carro. Há muitos deles rodando por aí. Dos mais antigos e fora de moda até os mais sofisticados e modernos, dos que só um fanático é capaz de reconhecer a marca e o modelo.

A paixão cega. Tanto é assim que existem pessoas que compram carros acima de suas posses, pagando uma alta prestação por cerca de três ou quatro anos só para ter um determinado tipo. Ao acabarem de pagá-lo, por já estar velhinho, trocam-no por outro maior e mais sofisticado, iniciando um novo ciclo de parcelas a perder de vista. E isso nunca acaba.

De acordo com o hospital, o jovem poderá ficar com sequelas cerebrais
Priscila Trindade - estadão.com.br
SÃO PAULO - Um jovem e 18 anos foi internado em estado gravíssimo no Hospital Universitário de Londrina, Paraná, depois de utilizar grande quantidade de anabolizantes para ganhar massa muscular.

João Paulo Mendes chegou ao pronto-socorro do hospital, na manhã da última quarta-feira, 5. O rapaz, que mora em Bela Vista do Paraíso, teve trombose cerebral e está em coma induzido, respirando com auxílio de aparelhos.

Material sobre redução de danos foi dada aleatoriamente, diz MP.
Folheto deveria ter sido entregue apenas a us uários em Sorocaba, SP.
Do G1 SP, com informações do Bom Dia Brasil

Uma cartilha causa polêmica com orientações sobre o uso de drogas pesadas, preparada com base na política de redução de danos, foi parar na mão de crianças e adolescentes em Sorocaba, no interior de São Paulo. O folheto foi distribuído aleatoriamente. Os pais que viram a cartilha ficaram assustados e procuraram a Prefeitura da cidade cobrando explicações.
A cartilha ensina, por exemplo, em que parte do corpo o viciado deve injetar drogas, explica ainda o que se deve fazer para evitar a overdose. O folheto do Ministério da Saúde deveria ser entregue apenas para jovens que usam drogas injetáveis. O material foi produzido para mostrar o perigo da transmissão de doenças entre as pessoas que usam a mesma seringa e a mesma agulha.


R7 - Vera Fischer deixa clínica de reabilitação  no Rio após dois meses de internação

A atriz ficaria 15 dias internada para desintoxicar o organismo, mas decidiu permanecer por dois meses. Veja as imagens do momento em que Vera deixava a clínica.


Novas regras também vetam autopromoção de médicos em redes sociais e blogs ou expressões como "técnicas milagrosas" para se referir a tratamentos
REDAÇÃO ÉPOCA, COM AGÊNCIA BRASIL
Para conter as propagandas enganosas, o Conselho Federal de Medicina (CFM) tornou mais rigorosa as regras para a publicidade de serviços dos médicos. Uma nova resolução, que será publicada amanhã nesta sexta-feira no Diário Oficial da União, determina que os médicos estão proibidos de fazer anúncios com imagens dos pacientes para falar dos resultados de um tratamento, os conhecidos “antes” e “depois”, mesmo com autorização do paciente.

Também está vedado o uso do nome, imagem e voz de pessoas famosas em propagandas de serviços médicos e anunciar o uso de técnicas “milagrosas” ou aparelhos com capacidade privilegiada. Os profissionais também não poderão participar de concursos ou premiações para eleger o “médico do ano” ou o “profissional de destaque”.

Efeitos persistem mesmo após um mês sem consumir a droga, diz pesquisa da Unifesp

Folha de São Paulo - GIULIANA MIRANDA
DE SÃO PAULO

O uso de maconha antes dos 15 anos -quando o cérebro ainda está em processo de amadurecimento- prejudica a capacidade de recuperar as informações, reduzindo a memória dos usuários em até 30%.
Os danos são proporcionais à quantidade de droga usada: quanto mais se fuma, maiores são os estragos. E eles persistem mesmo se houver um período de abstinência de um mês.
Os resultad os são de uma pesquisa da Universidade Federal de São Paulo apresentada no 7º Congresso Anual de Cérebro, Comportamento e Emoções, em Gramado (RS).
"Os usuários precoces têm resultados significativamente inferiores também em ouras áreas, como a capacidade de controlar seus impulsos", diz a neuropsicóloga Maria Alice Fontes, uma das autoras do trabalho.

O direito de não usar drogas

Domingo, 05 Junho 2011 12:33 Publicado em ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Estado de São Paulo

Recentemente, divulgou-se a opinião sobre o futuro da política de drogas no Brasil do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que defende maior liberdade de uso da maconha. Fernando Henrique disse que um mundo sem drogas é inimaginável, expressando a visão da Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia. Ao alegar que a sociedade conviverá sempre com as drogas, defende com uma clara distorção da racionalidade a ideia de que isso deveria tornar os usuários imunes ao sistema criminal. Teríamos uma inovação na área dos direitos humanos, na qual todos nós deveríamos ter o direito de continuar usando drogas ilícitas, independentemente das consequências negativas para o indivíduo e para a sociedade. Por essa visão, seria um abuso dos direitos individuais qualquer constrangimento ao uso de drogas.

Pagina 1 de 3

RELATÓRIO FINAL - II LENAD

Screen-Shot-2014-05-10-at-18.04

Resultados do II LENAD

lenadII